Leader Training – 21 a 23 de Junho

Constelação familiar: o que é e como funciona?

Constelação familiar: o que é e como funciona?

Se você está navegando pelo mundo do desenvolvimento pessoal, da terapia ou da cura holística, pode ter encontrado a frase ‘constelação familiar’.

Este termo, que provavelmente parece intrigante e misterioso, refere-se a uma forma de terapia familiar que ganhou popularidade nas últimas décadas.

Mas o que é exatamente a ‘constelação familiar’, e como ela funciona? Acompanhe para saber mais agora mesmo!

O que é a constelação familiar?

A constelação familiar é uma abordagem terapêutica que busca revelar dinâmicas e tensões ocultas dentro de uma família ou grupo.

Ela foi desenvolvida pelo psicoterapeuta alemão Bert Hellinger, que se inspirou em diversas fontes, incluindo a terapia familiar, a psicanálise, a fenomenologia e até mesmo os rituais das tribos Zulu da África do Sul.

No cerne da constelação familiar está a ideia de que somos profundamente conectados a nossas famílias, e que problemas ou traumas dentro da família podem se manifestar em nossas vidas como problemas de saúde, dificuldades de relacionamento, questões financeiras, etc.

Ao trazer à luz essas dinâmicas familiares ocultas, a constelação familiar visa trazer cura e resolução.

Como funciona?

Uma sessão de constelação familiar geralmente começa com o paciente discutindo o problema ou questão que eles gostariam de resolver.

O terapeuta então ajudará o paciente a ‘montar’ uma constelação – uma representação física de sua família ou grupo.

Se a sessão for individual, isso pode ser feito usando bonecos ou outros objetos para representar diferentes membros da família.

Se for em grupo, outros participantes serão convidados a representar diferentes membros da família.

O paciente então organiza esses representantes em uma configuração que representa sua percepção da dinâmica familiar.

O terapeuta então guia o paciente (e os representantes, se houver) através de uma série de insights e resoluções, com o objetivo de revelar e resolver tensões e conflitos dentro da constelação.

Quais os tipos que existem?

  • Constelação familiar individual: Este tipo de constelação é realizado entre o terapeuta e o cliente, usando objetos para representar os membros da família. Isso permite uma abordagem mais privada e introspectiva, e pode ser ideal para aqueles que se sentem desconfortáveis com a ideia de compartilhar suas questões familiares com um grupo.
  • Constelação familiar em grupo: Este tipo de constelação envolve um grupo de participantes, cada um dos quais pode ser convidado a representar um membro da família do cliente. Isso pode levar a insights mais profundos, pois os representantes muitas vezes relatam sentir as emoções e tensões dos membros da família que estão representando.

O que acontece depois que a constelação termina?

Após uma sessão de constelação familiar, muitas pessoas relatam sentir uma sensação de alívio e clareza.

Elas podem ter uma nova compreensão das dinâmicas familiares que estavam afetando suas vidas, e podem se sentir mais capazes de resolver problemas ou questões que anteriormente pareciam insuperáveis.

No entanto, também é importante notar que a constelação familiar pode trazer à tona emoções e memórias difíceis.

É comum se sentir emocionalmente esgotado ou sobrecarregado após uma sessão.

De fato, recomenda-se que, após uma sessão, você cuide de si mesmo e se permita tempo para processar o que aconteceu.

A constelação familiar é perigosa?

Assim como qualquer terapia ou abordagem de cura, a constelação familiar tem seus riscos. Ela pode trazer à tona emoções e memórias traumáticas, o que pode ser difícil de lidar.

Além disso, a eficácia da constelação familiar não foi amplamente estudada, e alguns críticos argumentam que ela pode levar a ‘falsas memórias’ ou a uma atribuição excessiva de problemas pessoais a dinâmicas familiares.

No entanto, muitas pessoas acham a constelação familiar uma ferramenta valiosa e poderosa para a cura e a resolução de problemas.

Se você está considerando a constelação familiar, é importante escolher um terapeuta qualificado e experiente, e estar preparado para lidar com as emoções e memórias que podem surgir.

Benefícios da constelação familiar

A constelação familiar pode trazer uma série de benefícios.

Ela pode proporcionar uma nova compreensão de sua família e de sua história, revelando dinâmicas e padrões que podem ter sido invisíveis para você. Isso pode ajudá-lo a entender e resolver problemas que pareciam intransponíveis.

Além disso, a constelação familiar pode ser uma maneira poderosa de curar traumas e feridas do passado. Ao trazer à luz e resolver tensões e conflitos, pode ser possível liberar a dor e o sofrimento que você tem carregado consigo.

Por último, mas não menos importante, a constelação familiar pode ajudar a melhorar seus relacionamentos.

Ao entender melhor sua família e seu lugar nela, você pode se sentir mais conectado com seus entes queridos, e pode ser capaz de se comunicar e interagir com eles de maneiras mais saudáveis e positivas.

Conclusão

Para concluir, a constelação familiar é uma abordagem terapêutica que proporciona uma visão profunda e intrigante sobre a forma como somos moldados pelas dinâmicas familiares que nos cercam, consciente e inconscientemente.

Embora possa ser desafiadora e até mesmo dolorosa de enfrentar, muitos encontram uma cura significativa e insights profundos neste processo.

No entanto, também é crucial lembrar que a constelação familiar, como qualquer forma de terapia, pode não ser adequada para todos.

Cada indivíduo é único, assim como sua jornada de cura e autodescoberta. Por isso, é importante escolher uma abordagem que combine com você, seja ela a constelação familiar ou outra modalidade.

Lembre-se, se você decidir explorar a constelação familiar, seja em uma sessão individual ou em grupo, é importante abordar a experiência com uma mente aberta.

Falar por WhatsApp

Será um prazer falar com você!