Leader Training – 23 a 25 de Fevereiro

Como evitar a autocobrança e melhorar o seu dia

Como evitar a autocobrança e melhorar o seu dia

Olá, querido leitor! Se você chegou até aqui é porque provavelmente já se sentiu esmagado pela autocobrança, não é mesmo?

Pois bem, esse será nosso tema de hoje e vamos te ajudar a aliviar o peso dessa bagagem que é a autocobrança excessiva, o que não apenas melhora o seu dia, mas também contribui para uma vida mais leve e feliz.

Por isso, acompanhe para saber mais!

Então, como saber se você está se cobrando demais?

Existem vários sinais que podem indicar que você está se cobrando demais. Se você se identificar com um ou mais dos seguintes pontos, talvez seja a hora de reconsiderar a forma como você está se relacionando consigo mesmo:

  • Frustração constante: Você está sempre insatisfeito com seu desempenho, mesmo quando as coisas correm bem? Essa sensação de nunca ser bom o suficiente é um forte indício de autocobrança.
  • Ansiedade e estresse: Preocupar-se constantemente com o futuro e com as tarefas a serem realizadas, ao ponto de sentir ansiedade ou estresse intensos, pode ser um sinal de que você está se pressionando demais.
  • Medo de falhar: O medo de cometer erros ou de não atingir os padrões que você definiu para si mesmo pode paralisar você e impedir que tente coisas novas. Isso é conhecido como perfeccionismo, e é um sintoma comum de autocobrança.
  • Baixa autoestima: Se você se sentir inadequado ou inferior aos outros, isso pode ser um sinal de que está se cobrando demais. Esse sentimento pode surgir quando você se compara constantemente aos outros e acha que não está à altura.
  • Exaustão física e mental: Quando você se cobra muito, pode acabar trabalhando além da conta, deixando de lado as necessidades básicas de descanso e lazer. Se você se sente constantemente cansado, física ou mentalmente, isso pode ser um sinal de que está se cobrando excessivamente.

Se você se identificou com essa descrição, talvez esteja na hora de mudar a forma como se relaciona consigo mesmo. E o primeiro passo para isso é aprender a estabelecer metas realistas.

Como evitar a autocobrança e melhorar o seu dia?

1. Determine metas realistas

Ter metas é importante. Elas nos dão direção e propósito. No entanto, é fundamental que essas metas sejam realistas e alcançáveis.

De fato, estabelecer metas muito altas pode resultar em frustração e desmotivação.

Tente dividir grandes objetivos em pequenos passos. Em vez de “Preciso perder 10 quilos em um mês”, por que não começar com “Vou tentar fazer 30 minutos de exercícios todos os dias”?

Em suma, pequenas conquistas acumuladas fazem uma grande diferença e ajudam a manter a motivação em alta.

2. Evite ficar se comparando

Ah, as redes sociais… Onde todo mundo parece ter uma vida perfeita, não é mesmo? Contudo, lembre-se que o que você vê online é apenas uma pequena parte da realidade de cada um.

Comparar-se com os outros só aumenta a autocobrança.

Você é único, com suas próprias habilidades, talentos e limitações. Por isso, tente se concentrar em ser a melhor versão de si mesmo, em vez de tentar ser como outra pessoa.

3. Valorize seus pontos fortes

Todos nós temos pontos fortes e fracos. No entanto, é comum focarmos mais nas nossas fraquezas e negligenciarmos nossas habilidades.

Por isso, acredite em si mesmo e nas suas capacidades. Dedique um tempo para reconhecer e valorizar suas conquistas.

Celebre cada pequeno sucesso e não se esqueça de se recompensar. Comemorar suas vitórias, por menores que sejam, é uma maneira eficaz de combater a autocobrança.

OPORTUNIDADE - VAGAS LIMITADAS
Leader Training

4. Exercite os pensamentos realistas

Muitas vezes, nossa autocobrança excessiva vem de pensamentos irracionais e distorcidos. “Se eu falhar nessa apresentação, vou perder meu emprego”, “Se eu não conseguir perder peso, ninguém vai me amar”, são alguns exemplos desses pensamentos.

Tente identificar esses pensamentos e questione-os. Pergunte a si mesmo: “Isso é realmente verdade?”.

Muitas vezes, você verá que esses pensamentos são exagerados e irracionais. De fato, o exercício do pensamento realista pode ser uma ferramenta poderosa para reduzir a autocobrança.

5. Trate-se como um amigo

Seu amigo cometeu um erro. O que você diria a ele? Provavelmente algo como “Está tudo bem, todo mundo comete erros. Aprenda com isso e siga em frente.” Mas o que você diz a si mesmo quando comete um erro? “Você é um fracasso. Não consegue fazer nada direito.”

Essa disparidade entre como tratamos os outros e como nos tratamos é bastante comum.

Dessa forma, tente ser mais amigável consigo mesmo. Quando cometer um erro, em vez de se criticar, diga a si mesmo o que diria a um amigo.

6. Celebre qualquer conquista

Cada passo que você dá em direção ao seu objetivo, por menor que seja, é digno de celebração.

Comemore suas conquistas, escreva-as em um diário, compartilhe-as com um amigo.

Não espere alcançar o objetivo final para se sentir bem consigo mesmo. O processo é tão importante quanto o resultado.

7. Fortaleça suas habilidades

Todos nós temos habilidades e talentos únicos. Reconheça-os, valorize-os e invista tempo para desenvolvê-los. Isso não só aumentará sua autoestima, mas também o ajudará a lidar melhor com a autocobrança.

Enfim, lembre-se de que a autocobrança excessiva não leva a nada além de estresse e frustração.

Você é humano, e como todo humano, tem o direito de errar, de ter dias ruins, de não ser perfeito.

Seja gentil consigo mesmo, celebre suas vitórias e nunca se esqueça de que você é mais do que suficiente.

Agora, respire fundo, dê um sorriso e continue seu dia um pouco mais leve. Nos vemos no próximo post! =)

Deixe um comentário

Falar por WhatsApp

Será um prazer falar com você!